Beneficiários

BENEFICIÁRIO COORDENADOR

O ISQ é uma organização privada e independente, fundada em 1965, com um volume de negócios de 83M €, do Grupo em 2013, com cerca de 1300 e uma presença permanente em 16 países. O ISQ oferece serviços de inspeção técnica, formação e consultoria, apoiados por atividades de I&D e 21 laboratórios internos acreditados. As áreas de especialização do ISQ podem ser apresentadas segundo duas vertentes:

  • Especialização vertical: inclui as diferentes áreas de Engenharia Mecânica, Civil e Elétrica, Inspeções Técnicas, Laboratórios, Saúde, Segurança e Ambiente, Energia e Sistemas de Qualidade, entre outras.
  • Especialização transversal: inclui a Formação profissional e Investigação e Desenvolvimento.

Nos últimos anos, O ISQ investiu mais de 55M€ em projetos de I&D. Como ator de I&D, o principal objetivo ISQ é promover a troca de conhecimentos entre as instituições científicas e os sectores de atividade, contribuindo para a implementação do desenvolvimento sustentável nas empresas europeias. Todas as atividades de I&D são suportados por pessoal qualificado e experiente, enraizadas num crescimento constante de conhecimento e tecnologia, com o objetivo de oferecer aos seus clientes e parceiros as melhores soluções globais. A criação de parcerias com empresas públicas e privadas, bem como a diversificação das suas atividades, resultam do compromisso para oferecer serviços de alta qualidade. No que se refere ao programa LIFE, o projeto OILPRODIESEL em coordenado pelo ISQ, foi agraciado com o prémio Melhor Projeto LIFE Ambiente.

Em relação aos objetivos do LIFE SWSS, o ISQ tem larga experiência em eficiência energética no sector da água tendo realizado várias auditorias energéticas em estações de bombeamento de água e estações de tratamento de água.

logo ISQ

BENEFICIÁRIO ASSOCIADO

A AdP – Águas de Portugal  é uma sociedade gestora de participações sociais que, através das suas participadas, tem por missão conceber, construir, explorar e gerir Sistemas de Abastecimento de Água e de Saneamento de Águas Residuais, num quadro de sustentabilidade económica, financeira, técnica, social e ambiental, desenvolvendo um grupo empresarial português forte e de elevada competência, capaz de responder, com eficácia, aos grandes desafios que atualmente se colocam no setor do ambiente.

Constituindo-se como instrumento empresarial do Estado para a concretização de políticas públicas e de objetivos nacionais nestes domínios do setor do ambiente, visa promover a universalidade, a continuidade e a qualidade do serviço; a sustentabilidade do setor e a proteção dos valores ambientais.

A sustentabilidade na utilização dos recursos naturais e a preservação da água enquanto recurso estratégico essencial à vida, o equilíbrio e melhoria da qualidade ambiental, a equidade no acesso aos serviços básicos e a promoção do bem-estar através da melhoria da qualidade de vida das pessoas são os valores fundamentais do Grupo AdP.

O desenvolvimento de projetos de inovação e Investigação & Desenvolvimento no âmbito do grupo Águas de Portugal é transversal a toda a cadeia de valor das suas atividades, abrangendo desde processos mais internos da própria entidade gestora, seja de tratamento, seja de gestão ou operação, até à sua relação com o consumidor. A experiência do Grupo AdP em I&D e Inovação incluem a participação em vários projetos nacionais e europeus, e reconhecimento internacional através de prémios.

logo AdP

BENEFICIÁRIO ASSOCIADO

A Águas do Algarve é a entidade gestora responsável pelo sistema multimunicipal de abastecimento de água do Algarve, criado pelo Decreto-Lei nº 285/2003, e pelo sistema multimunicipal de saneamento do Algarve, criado pelo Decreto Lei nº 167/2000, integrando os 16 municípios da região e uma população abrangida de 450 mil habitantes em época baixa e perto de um milhão e meio em época alta.

A Águas do Algarve tem como Missão, garantir o abastecimento de água para consumo humano e o tratamento de águas residuais de acordo com os mais elevados padrões de qualidade e fiabilidade, num quadro de sustentabilidade económica, social e ambiental, assumindo o compromisso de:

  • Respeitar as normas mais exigentes do sector, apostando sempre numa perspetiva de melhoria contínua dos padrões de qualidade inerentes aos seus processos;
  • Minimizar os consumos de recursos naturais e transformados, permitindo a aplicação de tarifas equilibradas:
  • Adequar com os recursos técnicos e humanos, apenas estritamente necessários, ao desenvolvimento da sua atividade e compromissos assumidos;
  • Contribuir para a melhoria da saúde pública e do ambiente da região em que se insere, adotando políticas e práticas cada vez mais responsáveis.

O sistema multimunicipal de abastecimento de água do Algarve é constituído por origens de água superficiais e subterrâneas, destacando-se a barragem de Odelouca, quatro Estações de Tratamento de Água (ETA) e cerca de 550 km de rede, reservatórios e estações elevatórias.  A AdA é ainda responsável pelo sistema de saneamento no Algarve, gerindo o ciclo urbano da água em alta no Algarve. A AdA tem um laboratório que monitoriza a qualidade da água fornecida aos municípios. A AdA detém uma cultura interna em Gestão de Riscos desde a implementação, em 2007, do Plano de Segurança da Água (também certificada em ISO 22000) e obteve uma certificação do produto para a água potável fornecida.

logo AdA

BENEFICIÁRIO ASSOCIADO

A EPAL é sucessora da centenária CAL – Companhia das Águas de Lisboa, concessionária do abastecimento de água à cidade de Lisboa, entre 02 de Abril de 1868 e 30 de Outubro de 1974, altura em que terminou o contrato de concessão. É então constituída a EPAL – Empresa Pública das Águas de Lisboa designação que mantém até 1981, quando passa a denominar-se por EPAL – Empresa Pública das Águas Livres. Em 21 de Abril de 1991, por força do decreto-lei nº 230/91, a EPAL – Empresa Pública das Águas Livres é transformada em sociedade anónima de capitais integralmente públicos, situação que lhe confere maior flexibilidade de gestão para concretizar o seu desenvolvimento estratégico e realizar a sua missão, passando a ter a denominação social de EPAL – Empresa Portuguesa das Águas Livres, SA. A partir de 1993 é integrada no, então criado, Grupo AdP – Águas de Portugal SGPS, SA. Atualmente a EPAL – Empresa Portuguesa das Águas Livres, S.A., é uma empresa do setor empresarial do Estado, detida a 100% pela AdP – Águas de Portugal, SGPS, SA. Desde Julho de 2015,  a EPAL é responsável pela gestão delegada do sistema multimunicipal de abastecimento de água e de saneamento de Lisboa e Vale do Tejo, pelo decreto lei nº 94/2015 de 29 de maio, que integra 86 municípios. Atualmente a área servida pela EPAL e ALVT abrange 96 municípios que ocupam uma área territorial correspondente a 33% do território continental português e serve 3,8 milhões de habitantes.

O Laboratório de Medição é acreditado sob NP EN ISO 45001, tendo feito a transição para a NP EN ISO / IEC 17025. Desde 1994, esta é também uma verificação metrológica do corpo, e tem o estatuto de um reparador qualificado desde 1990 e instalador qualificado de beber fria contadores de água desde 2001.

O Laboratório Central é acreditado desde 1999 pela norma NP EN ISO / IEC 17 025, para 171 parâmetros. O novo laboratório, recentemente inaugurado em dezembro de 2010, é uma infraestrutura moderna, otimizado e eficiente em termos energéticos.

logo Epal

BENEFICIÁRIO ASSOCIADO

A HIDROMOD (uma PME) exerce a sua atividade há 22 anos quase exclusivamente na modelação e tratamento de dados tendo hoje em dia uma experiência acumulada derivada da sua participação em mais de 400 projetos para clientes na Europa, África, Ásia e América do Sul. No âmbito destes projetos a HIDROMOD realiza estudos sobre propagação de ondas, transporte de sedimentos, dispersão de efluentes, transporte de manchas de óleo, delimitação de leitos de cheias, avaliação de produção de nutrientes em bacias hidrográficas, qualidade da água nos reservatórios, e hidráulica urbana.

O modelo de negócio da HIDROMOD fundamenta-se na perceção de que o uso de modelos e tecnologias de informação, complementada com a implementação de sistemas de monitoração, é atualmente reconhecida como a ferramenta mais eficiente para o apoio à decisão, representando um importante valor acrescentado, tanto para projetistas como para decisores. Uma característica relevante da HIDROMOD é o uso preferencial de ferramentas desenvolvidas internamente em parceria com grupos de investigação ou outras instituições de reconhecida qualidade. A fim de manter elevados padrões nas ferramentas e abordagens que usa, a HIDROMOD mantém uma participação quase contínua em vários projetos internacionais de I&D, dos quais os seguintes são exemplos representativos: INSEA, EcoManage, AQUASTRESS, INSEA, SCHEMA no 6º PQ e LENVIS, MYWATER e FIGARO no 7º PD da UE.

Entre os sistemas desenvolvidos internamente ou em estreita cooperação com outras instituições pode ser referido o AQUASAFE. O AQUASAFE é uma plataforma de software que tem como objetivo aumentar a eficiência na gestão de operações, fornecendo informações em tempo real e a sua integração com previsão e ferramentas de diagnóstico.

logo Hidromod

BENEFICIÁRIO ASSOCIADO

O Instituto Superior Técnico (IST) é a maior escola de Engenharia, Arquitetura, Ciência e Tecnologia em Portugal, cuja missão é contribuir para o desenvolvimento da sociedade através da ciência, tecnologia e empreendedorismo, promovendo um ensino superior de excelência e qualidade nas áreas de Engenharia, Arquitectura, Ciência e Tecnologia, nas vertentes de graduação e pós-graduação, e desenvolvendo as atividades de Investigação, Desenvolvimento & Inovação, essenciais para o progresso do conhecimento e para ministrar um ensino ao nível dos mais elevados padrões internacionais.

O CERIS – Investigação e Inovação em Engenharia Civil para a Sustentabilidade – é uma unidade de investigação recente do IST, constituída pela fusão de quatro centros do Departamento de Engenharia Civil, Arquitetura e Georrecursos. É constituído por 191 membros investigadores e 173 alunos de Doutoramento. A missão do CERIS é a criação e a transferência de ciência e de tecnologia, promovendo e realizando atividades de investigação fundamental e aplicada, de desenvolvimento experimental, de formação e divulgação científica e tecnológica e de prestação de serviços de investigação, inovação e desenvolvimento nos domínios científicos do ambiente natural e construído, procurando responder a desafios decorrentes de alterações naturais e societais, reabilitação, risco e segurança em ambientes construídos e naturais, e desenvolvimento de produtos para indústrias do setor.

A participação do CERIS no projeto LIFE SWSS é liderada pela Professora Dídia Covas, especialista em mecânica dos fluidos, controlo de perdas, eficiência energética e gestão patrimonial de infraestruturas, com mais de 250 publicações e 7 participações em projetos Europeus. Os restantes elementos do CERIS na equipa do LIFE SWSS são Dra. Laura Monteiro, investigadora doutorada, e João Delgado e Aisha Mamade, estudantes de doutoramento.

 

A equipa tem uma grande experiência em gestão de eficiência energética em sistemas de abastecimento de água tendo desenvolvido uma metodologia abrangente e inovadora para o cálculo das auditorias energéticas nesses sistemas. Esta metodologia foi operacionalizada numa aplicação de software simples, e fácil de usar que permite o cálculo de auditorias energéticas de sistemas de abastecimento de água bem como o cálculo dos respetivos indicadores de desempenho de eficiência energética com base nas características físicas e operacionais dos sistemas. A aplicação foi já testada em vários sistemas de abastecimento de água portugueses no âmbito do iPerdas 2014, um projeto colaborativo Português coordenado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), através do qual 16 empresas do sector da água desenvolveram o seu próprio programa de gestão de perdas de água e de eficiência energética.

logo ist